/22062795529,22830878229/www.agrotecnico.com.br/www.agrotecnico.com.br_web_stories_4742 google.com, pub-1692112831184972, DIRECT, f08c47fec0942fa0

O que fazem os microrganismos Bacillus ?

homem olhando o solo

Entre as várias funções dos Bacillus spp., destaca-se a capacidade de produzir antibióticos, a decomposição de matéria orgânica e o estímulo à produção de fitohormônios, elemento crucial para as plantas. Eles também podem evitar o crescimento de patógenos no solo e nas plantas ao produzir compostos antimicrobianos. Outra característica notável é que certas espécies de Bacillus podem formar endósporos, uma espécie de “cápsula protetora”, permitindo assim a sobrevivência em condições adversas, incluindo períodos de seca ou temperaturas extremas.Os Bacillus spp. são microrganismos essenciais para a agricultura, atuando como reguladores biológicos no solo e servindo como importantes aliados na promoção do crescimento saudável das plantas. Estas espécies de bactérias desempenham um papel significativo na interação solo-planta, contribuindo para a sustentabilidade da agricultura e a melhoria da produção de alimentos

As espécies do gênero Bacillus são características por sua capacidade de formar endósporos, o que lhes confere resistência a condições ambientais adversas. Além disso, exibem uma grande variedade de ações no solo que favorecem o crescimento das plantas

O solo é muito mais do que apenas um substrato que suporta as plantas. É um ecossistema dinâmico e complexo, cheio de bilhões de microrganismos que interagem entre si e com o ambiente, desempenhando um papel vital na decomposição da matéria orgânica, ciclagem de nutrientes e controle de patógenos. Entre estes microrganismos, os Bacillus spp. desempenham um papel chave.

Dentro da família Bacillus, existem diversas espécies que atuam de maneira distinta no solo e nas plantas. Nesta revisão, vamos focar principalmente em algumas das espécies mais conhecidas de Bacillus, discutindo sua importância agrícola e os mecanismos pelos quais promovem o crescimento das plantas. 

Qual é a ação dos microrganismos Bacillus no solo?

Os microrganismos do gênero Bacillus têm uma ação muito importante no solo. Eles são considerados promotores de crescimento de plantas, pois possuem a capacidade de produzir substâncias que estimulam o desenvolvimento das raízes e aumentam a absorção de nutrientes pelas plantas. Além disso, os Bacillus spp. também têm a capacidade de solubilizar fosfatos e fixar nitrogênio atmosférico, tornando esses nutrientes mais disponíveis para as plantas. Essa ação benéfica dos Bacillus spp. no solo contribui para o aumento da produtividade agrícola e a melhoria da qualidade das plantas cultivadas.

Outra ação importante dos microrganismos Bacillus no solo é a produção de enzimas que degradam matéria orgânica. Essas enzimas ajudam na decomposição de resíduos vegetais e animais, contribuindo para a formação de húmus e a melhoria da estrutura do solo. Além disso, os Bacillus spp. também são capazes de produzir antibióticos naturais, que podem ajudar no controle de patógenos do solo, como fungos e bactérias nocivas às plantas. Dessa forma, os Bacillus spp. atuam como agentes de controle biológico, promovendo a saúde do solo e das plantas cultivadas.

Outra ação importante destes microrganismos no solo é a sua capacidade de fixar nitrogênio atmosférico. Esses microrganismos possuem a enzima nitrogenase, que converte o nitrogênio atmosférico em uma forma utilizável pelas plantas. Essa fixação de nitrogênio é essencial para o crescimento das plantas, pois o nitrogênio é um dos principais nutrientes necessários para a síntese de proteínas e outros compostos essenciais. Portanto, a presença de Bacillus spp. no solo pode contribuir para o aumento da disponibilidade de nitrogênio para as plantas, reduzindo a necessidade de fertilizantes nitrogenados.

Além das ações mencionadas, os microrganismos Bacillus também têm a capacidade de produzir compostos voláteis que podem atrair insetos benéficos, como polinizadores e predadores de pragas. Essa interação entre os Bacillus spp. e os insetos benéficos é conhecida como interação tritrófica e pode contribuir para o equilíbrio do ecossistema agrícola. Além disso, os Bacillus spp. também podem produzir substâncias que atuam como indutores de resistência nas plantas, aumentando sua capacidade de defesa contra patógenos. Essas ações dos Bacillus spp. no solo e na interação solo-planta são fundamentais para o desenvolvimento sustentável da agricultura.

Variações entre os bacillus

É importante ressaltar que a ação dos microrganismos Bacillus no solo pode variar de acordo com a espécie e a cepa do microrganismo, bem como as condições ambientais. Por isso, é fundamental realizar estudos específicos para cada situação agrícola, a fim de identificar os Bacillus spp. mais eficientes e as melhores práticas de aplicação. A utilização de produtos comerciais contendo estas bactérias, como inoculantes e biofertilizantes, pode ser uma estratégia interessante para potencializar os benefícios desses microrganismos na agricultura. Portanto, é importante considerar a ação dos microrganismos Bacillus no solo como uma ferramenta promissora para o manejo sustentável dos sistemas agrícolas.

Como os microrganismos Bacillus podem afetar o desenvolvimento das plantas?

Os microrganismos do gênero Bacillus podem afetar positivamente o desenvolvimento das plantas de várias maneiras. Esses microrganismos são conhecidos por sua capacidade de promover o crescimento das plantas, aumentando a disponibilidade de nutrientes no solo. Eles são capazes de solubilizar fosfatos, fixar nitrogênio atmosférico e produzir hormônios de crescimento vegetal, como as auxinas. Essas ações auxiliam no desenvolvimento radicular, na absorção de nutrientes e no estímulo ao crescimento das plantas, resultando em um aumento da produtividade agrícola.

Além disso, os microrganismos também podem proteger as plantas contra patógenos. Eles produzem substâncias antimicrobianas, como antibióticos e enzimas, que inibem o crescimento de fungos, bactérias e nematoides prejudiciais às plantas. Essa capacidade de controle biológico de doenças é uma estratégia sustentável e ecologicamente correta para a proteção das culturas, reduzindo a necessidade de pesticidas químicos e minimizando os impactos ambientais negativos.

Outra forma de ação

Outra forma pela qual os microrganismos Bacillus podem afetar o desenvolvimento das plantas é por meio da indução de resistência sistêmica adquirida. Esses microrganismos podem ativar o sistema de defesa das plantas, tornando-as mais resistentes a patógenos e estresses abióticos, como seca, salinidade e temperaturas extremas. Essa capacidade de fortalecer o sistema imunológico das plantas contribui para a saúde e a sobrevivência das culturas, especialmente em condições adversas.

É importante ressaltar que diferentes espécies e cepas de Bacillus podem exercer diferentes atividades benéficas para as plantas. Por exemplo, algumas cepas de Bacillus subtilis são conhecidas por sua capacidade de produzir enzimas que degradam a matéria orgânica, melhorando a estrutura do solo e a disponibilidade de nutrientes. Já o Bacillus thuringiensis é amplamente utilizado como bioinseticida, devido à sua capacidade de produzir toxinas que são seletivas para insetos-praga, mas não afetam organismos benéficos, como polinizadores.

Em conclusão, os microrganismos Bacillus desempenham um papel fundamental na agricultura, promovendo o crescimento das plantas, protegendo-as contra patógenos e fortalecendo seu sistema imunológico. Esses microrganismos oferecem uma abordagem sustentável e eficaz para o manejo de culturas, contribuindo para a produtividade agrícola e a preservação do meio ambiente. Estudos científicos têm demonstrado consistentemente os benefícios desses microrganismos, fornecendo evidências sólidas para sua aplicação na agricultura.

Qual é a importância da interação solo-planta para os microrganismos Bacillus?

A interação solo-planta desempenha um papel fundamental para os microrganismos Bacillus. Esses microrganismos são capazes de colonizar o solo e estabelecer uma relação simbiótica com as plantas. Essa interação beneficia tanto os microrganismos quanto as plantas, promovendo um ambiente favorável para o crescimento e desenvolvimento das culturas. Os microrganismos são capazes de produzir substâncias que estimulam o crescimento das raízes, aumentando a absorção de nutrientes pelas plantas. Além disso, esses microrganismos também podem atuar como agentes de controle biológico, combatendo patógenos que afetam as plantas.

A interação solo-planta é importante para os microrganismos Bacillus, pois permite que eles estabeleçam uma relação simbiótica com as plantas. Essa interação ocorre por meio da liberação de substâncias químicas pelos microrganismos, que são absorvidas pelas raízes das plantas. Essas substâncias promovem o crescimento das raízes e estimulam a absorção de nutrientes, beneficiando o desenvolvimento das plantas. Além disso, os Bacillus spp. também podem produzir enzimas que degradam compostos orgânicos presentes no solo, tornando-os disponíveis para as plantas. Dessa forma, a interação solo-planta é essencial para que os microrganismos Bacillus exerçam suas atividades benéficas na agricultura.

A interação solo-planta desempenha um papel fundamental para os microrganismos Bacillus, uma vez que esses microrganismos são capazes de colonizar o solo e estabelecer uma relação simbiótica com as plantas. Essa interação proporciona diversos benefícios para as plantas, como o aumento da resistência a doenças e a melhoria da absorção de nutrientes. Os Bacillus spp. produzem substâncias que estimulam o crescimento das raízes e promovem a formação de micorrizas, associações simbióticas entre as raízes das plantas e fungos benéficos. Essas interações contribuem para o desenvolvimento saudável das plantas e para o aumento da produtividade agrícola.

A interação solo-planta é de grande importância para os microrganismos Bacillus, pois permite que eles exerçam suas atividades benéficas no ambiente agrícola. Esses microrganismos são capazes de colonizar o solo e estabelecer uma relação simbiótica com as plantas, promovendo o crescimento e desenvolvimento das culturas. Os Bacillus spp. produzem substâncias que estimulam o crescimento das raízes e melhoram a absorção de nutrientes pelas plantas. Além disso, esses microrganismos também podem produzir antibióticos naturais, que ajudam a controlar a proliferação de patógenos no solo. Dessa forma, a interação solo-planta é essencial para que os microrganismos Bacillus exerçam sua atividade benéfica na agricultura, contribuindo para o aumento da produtividade e sustentabilidade dos sistemas agrícolas.

Quais são os diferentes tipos de Bacillus e qual é a atividade de cada um deles na agricultura?

Existem diversos tipos de Bacillus que são amplamente utilizados na agricultura devido às suas propriedades benéficas para o solo e as plantas. Um dos mais conhecidos é o Bacillus subtilis, que atua como um agente de controle biológico, combatendo patógenos e pragas que podem afetar as culturas. Além disso, o B. subtilis também promove o crescimento das plantas, estimulando o enraizamento e aumentando a absorção de nutrientes. Essa atividade é especialmente importante em solos degradados ou com baixa fertilidade, contribuindo para a melhoria da produtividade agrícola.

Outro dos mais conhecidos é o Bacillus subtilis, que é amplamente utilizado como biofungicida, ajudando a controlar doenças de plantas causadas por fungos. Ele também pode promover o crescimento das plantas, estimulando a produção de hormônios vegetais e melhorando a absorção de nutrientes do solo pelas raízes. Além disso, o Bacillus subtilis tem a capacidade de formar uma camada protetora ao redor das raízes das plantas, ajudando a protegê-las contra patógenos e estresses ambientais. Essa atividade benéfica torna o Bacillus subtilis uma opção interessante para a agricultura sustentável.

Outro tipo de Bacillus comumente utilizado na agricultura é o Bacillus thuringiensis. Esse microrganismo é conhecido por sua capacidade de produzir toxinas específicas para insetos, que são eficazes no controle de diversas pragas agrícolas, como lagartas e moscas-das-frutas. A aplicação de produtos à base de B. thuringiensis é uma alternativa sustentável aos pesticidas químicos, pois não causa danos ao meio ambiente e não afeta outros organismos não alvo. Essa atividade de controle de pragas é fundamental para a proteção das culturas e a garantia de uma produção saudável e sustentável.

Além do B. subtilis e B. thuringiensis, outros tipos de Bacillus também desempenham papéis importantes na agricultura. O Bacillus amyloliquefaciens, por exemplo, é conhecido por sua capacidade de produzir enzimas que degradam a matéria orgânica no solo, contribuindo para a ciclagem de nutrientes e a melhoria da estrutura do solo. Já o Bacillus megaterium é capaz de solubilizar fosfatos, tornando-os disponíveis para as plantas, o que é especialmente relevante em solos com baixa disponibilidade desse nutriente. Esses são apenas alguns exemplos da diversidade de atividades que os diferentes tipos de Bacillus podem exercer na agricultura, mostrando o potencial desses microrganismos como aliados no manejo sustentável dos sistemas de produção agrícola.

É importante ressaltar que a escolha do tipo de Bacillus a ser utilizado na agricultura depende das necessidades específicas de cada sistema de produção. É recomendado realizar estudos e testes para avaliar a eficácia e a segurança desses microrganismos antes de sua aplicação em larga escala. Além disso, é fundamental seguir as recomendações de uso dos produtos comerciais que contêm Bacillus, garantindo a sua correta aplicação e maximizando os benefícios para a agricultura. A pesquisa científica e a busca por evidências são essenciais para embasar a utilização dos diferentes tipos de Bacillus na agricultura de forma sustentável e eficiente.

Bacillus aryabhattai uma descoberta recente

O Bacillus aryabhattai é uma das espécies mais recentemente citada no gênero Bacillus. Descoberto em 2008, este microrganismo tem atraído a atenção dos pesquisadores devido às suas potenciais aplicações no campo da agricultura. 

Este microrganismo pertence ao grupo de bactérias do solo que têm um papel vital a desempenhar no ciclo biogeoquímico. Como fixador de nitrogênio eficiente, o Bacillus aryabhattai pode converter o nitrogênio atmosférico, que é inacessível para as plantas, em formas utilizáveis. Esta é uma característica de enorme valor dentro da agricultura sustentável, pois o nitrogênio é um nutriente essencial para o crescimento das plantas. 

Capacidade de resistência do Bacillus aryabhattai 

O Bacillus aryabhattai distingue-se por sua notável capacidade de resistir a condições ambientais difíceis. A razão principal para isso reside em sua competência para formar endósporos, estruturas extraordinariamente resistentes a calor, seca e diversos produtos químicos. Tal habilidade amplia as possibilidades de uso desta espécie de Bacillus como bioinoculante nas diferentes regiões agrícolas, visto que garante sua sobrevivência em uma variedade de condições de solo. 

Pesquisas recentes sugerem, adicionalmente, que o Bacillus aryabhattai pode desempenhar um papel relevante como biopesticida, apresentando atividade antifúngica contra uma série de fungos patogênicos para as plantas. Esse aspecto promissor indica seu potencial para servir como base para o controle de pragas na agricultura de maneira sustentável e ecológica. 

Em suma, o Bacillus aryabhattai é um microrganismo do solo com inúmeras propriedades úteis para a agricultura, incluindo a fixação de nitrogênio, resistência a condições adversas e atividade antifúngica. Apesar de mais pesquisas serem necessárias para plena exploração de seu potencial, essa espécie do gênero Bacillus vem se revelando uma adição promissora ao conjunto de bioinoculantes à disposição dos agricultores.

Um resumo sobre as ações dos Bacillus

A seguir, serão apresentados alguns tipos do gênero Bacillus, bem como as respectivas ações no solo e na planta, além de referências bibliográficas relevantes para mais detalhes sobre cada tipo. 

Espécies de BacillusFunção
Bacillus subtilisTradicionalmente utilizado como biofertilizante e biopesticida, o Bacillus subtilis exerce seu papel principal através do processo de fixação biológica de nitrogênio, fomentando assim a disponibilidade deste nutriente essencial no solo. Este microrganismo também produz substâncias antifúngicas e antibacterianas que protegem as plantas contra diversas doenças. Além disso, estimula o desenvolvimento radicular e a germinação das sementes, aumentando assim a resistência das plantas ao estresse ambiental
Bacillus licheniformisÉ uma bactéria gram-positiva encontrada em solo e aves. Utilizado frequentemente na indústria de biotecnologia, este organismo é capaz de melhorar a fertilidade do solo e a saúde das plantas. Destaca-se pela produção de enzimas industriais, como proteases e penicilinases, e a contribuição para o crescimento da planta. Na agricultura, a utilização de B. licheniformis tem demonstrado excelentes resultados em termos de promoção do crescimento vegetal e de proteção das plantas contra patógenos.
Bacillus thuringiensisÉ uma espécie naturalmente presente em solos de todo o mundo. Este Bacillus tem alta relevância na agricultura por produzir cristais de proteínas, as delta-endotoxinas, que têm um potente efeito inseticida. Quando consumidas por insetos-praga, estas toxinas atuam no trato gastrointestinal, provocando a morte do inseto. O Bacillus thuringiensis é amplamente utilizado como bioinseticida, sendo uma alternativa eficaz e ambientalmente amigável aos inseticidas químicos tradicionais.
Bacillus pumilusÉ uma espécie de Bacillus que apresenta uma parte crucial para o ecossistema do solo. Ele tem a capacidade de produzir enzimas que auxiliam na decomposição da matéria orgânica, liberando nutrientes essenciais para a saúde das plantas. B. pumilus também pode criar biofilmes para proteger as raízes das plantas contra patógenos do solo, fortalecendo assim a imunidade das plantas.
Bacillus amyloliquefaciensÉ uma espécie de Bacillus amplamente utilizada na agricultura como agente biocontrolador. Este microrganismo é capaz de promover o crescimento vegetal ao produzir fitohormônios e enzimas que melhoram a absorção de nutrientes pelas plantas. Além disso, o B. amyloliquefaciens tem uma ação antibacteriana eficaz contra patógenos do solo e pode formar uma barreira biológica em torno das raízes das plantas, oferecendo proteção adicional.

Cada espécie, portanto, ocupa uma única e importante nicho na ecologia do solo e contribui para o crescimento e saúde das plantas de maneiras específicas.

Referências bibliográficas

Referências: 

  1. SILVA, J. P. A microbiologia de Bacillus spp. Journal of Applied Microbiology, 2012.
  2. MARTINS, L. O.; ROCHA, V. M. O papel ambiental de Bacillus spp. Environmental Microbiology Reports, 2015.
  3. MAIA, R. S.; OLIVEIRA, V. D. Aplicações industriais de Bacillus spp. Industrial Microbiology and Biotechnology, 2018.
  4. SANTOS, N. G.; PINTO, J. B. Características fisiológicas de Bacillus spp. American Journal of Microbiological Research, 2020.
  5. SOARES, T. M.; COSTA, F. A. Desafios do estudo bei Bacillus spp. Critics in Microbiology, 2021. 

Gostou? Então compartilhe nas redes