fbpx >
Imagem ilustrativa Agricultura regenerativa

Agricultura Regenerativa

O termo agricultura regenerativa tem sido usado com mais ênfase atualmente, mas no Brasil temos usados várias práticas de conservação e melhor uso e manejo do solo , que agem exatamente como prega a Agricultura Regenerativa.

O conceito foi formado pela primeira vez na Conferência da ONU sobre Mudanças Climáticas em Rodale, Nova York, em outubro de 2014. O objetivo, com isso , é criar uma rede global de organizações agrícolas, ambientais e sociais afins.

O agrônomo Richard Harwood, que ganhou destaque no movimento internacional de pesquisa de sistemas agrícolas, foi diretor do Rodale Research Center quando publicou sua visão geral sobre Agricultura Regenerativa. A revisão não mede esforços para vincular a agricultura regenerativa à evolução histórica de diferentes escolas de agricultura orgânica e biodinâmica, mas também destaca a sugestão de Rodale de que a agricultura regenerativa vai além do orgânico porque inclui “macroestrutura” e “relevância social” ” e busca aumentar em vez de diminuir os recursos produtivos.

Harwood resume a “Filosofia da Agricultura Regenerativa” em 10 pontos . Ele afirma ainda que essa filosofia enfatiza:

  1. A inter-relação de todas as partes de um sistema agrícola, incluindo o agricultor e sua família;
  2. A importância dos inúmeros equilíbrios biológicos no sistema;
  3. A necessidade de maximizar as relações biológicas desejadas no sistema e minimizar o uso de materiais e práticas que perturbem essas relações.

Apesar de parecer algo novo, as medidas e a “filosofia” da agricultura regenerativa são basicamente um conjunto de práticas que nós aqui no Brasil já adotamos a um bom tempo. Veja os 10 pontos da Agricultura regenerativa:

  1. A agricultura deve produzir alimentos altamente nutricionais, livres de biocidas, com altos rendimentos.
  2. A agricultura deve aumentar em vez de diminuir a produtividade do solo, aumentando a profundidade, a fertilidade e as características físicas das camadas superiores do solo.
  3. Os sistemas de fluxo de nutrientes que integram totalmente a flora e a fauna do solo ao padrão de sua formação são mais eficientes e menos destrutivos do meio ambiente e garantem uma melhor nutrição das culturas. Tais sistemas realizam um novo fluxo ascendente de nutrientes no perfil do solo, reduzindo ou eliminando o impacto ambiental adverso. Tal processo é, por definição, um processo de gênese do solo.
  4. A produção agrícola deve ser baseada em interações biológicas para estabilidade, eliminando a necessidade de biocidas sintéticos.
  5. Substâncias que interrompem a estruturação biológica do sistema agrícola não devem ser usadas.
  6. A agricultura regenerativa requer, em sua estruturação biológica, uma íntima relação entre agentes/participantes do sistema e o próprio sistema.
  7. Sistemas integrados que são em grande parte autossuficientes em nitrogênio através da fixação biológica de nitrogênio devem ser utilizados.
  8. Os animais na agricultura devem ser alimentados e alojados de forma a impedir o uso de hormônios e o uso profilático de antibióticos que estão presentes na alimentação humana.
  9. A produção agrícola deve gerar níveis aumentados de emprego.
  10. Uma Agricultura Regenerativa requer planejamento em nível nacional, mas um alto grau de autossuficiência local e regional para fechar os ciclos de nutrientes.

Agricultura regenerativa e MOS

O manejo do solo, como fator fundamental para toda a vida terrestre deste planeta, é o principal foco de ação da agricultura regenerativa. Em especial as práticas que preservam as condições microbianas. O microbioma do solo é a área de biodiversidade mais complexa e rica do nosso planeta e a rizosfera, a região ao redor das raízes das plantas, o local de maior biodiversidade.

As práticas agrícolas que aumentam a matéria orgânica do solo (MOS) aumentam a fertilidade do solo, a capacidade de retenção de água, a resiliência a pragas e doenças e, portanto, a produtividade dos sistemas agrícolas. Como a MOS vem do dióxido de carbono fixado através da fotossíntese, o aumento da MOS pode ter um impacto significativo na reversão de gases de efeito estufa.

Práticas atuais da agricultura regenerativa

Há alguns anos o Brasil vem mantendo práticas extremamente eficientes e de baixo impacto ao ambiente. A atuação da agropecuária brasileira tem trazido grandes benefícios aos produtores e a população em geral , através das ações implementadas para aumento e de capacidade produtiva e menor dano ao sistema.

Como apresenta a Agrosmart, No setor público, a agricultura de baixo carbono tem recebido atenção especial do governo federal por meio do programa ABC (Agricultura de Baixo Carbono), no qual o Brasil é referência mundial.

Além disso, no final de 2021, o governo federal lançou o ABC+, uma versão atualizada do plano ABC (deve ser implementado até 2030), com o objetivo de fortalecer as políticas de redução das emissões de carbono da agricultura brasileira.

Plantio direto

Dentro do conceito da agricultura regenerativa, na prática de plantio direto ocorre o menor nível de revolvimento possível do solo, desde a calagem até a colheita , o que promove melhores condições de redução da erosão do solo e melhora as emissões de dióxido de carbono. Através dessa ação , já realizada a algum tempo , é possível promover melhores níveis de produtividade e um excelente manejo de solo.

Integração Lavoura pecuária Floresta – ILPF

O Cultivo também pode ter seu uso associado a cultivos florestais. A ILPF promove a interação entre o plantio agrícola e o manejo de gado em uma mesma área. A idéia geral desta prática e gerar melhor uso e aproveitamento da área cultivada. Pode ser feita em cultivo consorciado, em sucessão ou em rotação, de forma que haja benefício mútuo para todas as atividades.

 De acordo com a Embrapa a ILPF propõe-se como uma estratégia de produção que incorpora no seu conceito de referência os principais elementos da sustentabilidade, nomeadamente económica, social e ambiental. Com a crescente atenção à relação entre o meio ambiente e a pecuária, surgiu o desafio de construir sistemas de produção em bases sustentáveis, e os sistemas silvipastoris são adequados como uma prática que pode atender a esses elementos.

Agricultura Orgânica

A agricultura orgânica foca em assentar-se nos ciclos biológicos, harmonizando e sustentando os sistemas ecológicos. No manejo orgânico o uso de insumos externos devem são reduzidos através da reutilização, da reciclagem e do manejo eficiente dos recursos naturais, inclusive da energia, para que seja possível conservar esses recursos.

Essa prática vem sendo utilizada para com maior intensidade em cultivos familiares, mas por conta do maior conhecimento das formas de aplicabilidade em larga escala , a adoção de manejo vindo da agricultura orgânica tem sido cada vez mais intenso. A redução, ao máximo, do uso de defensivos é um reflexo desta prática.

Agricultura Regenerativa em larga escala

O grupo Scheffer, grande produtor de grãos e fibras , tem adotado as práticas da agricultura regenerativa com um enorme sucesso.

Beneficios da agricultura regenerativa, manejo do solo.
OS BENEFICÍOS DA AGRICULTURA REGENERATIVAScheffer

Em seu site podemos ver como eles encaram essas práticas para o benefício e melhoria do ambiente produtivo, o qual apresenta que “

A partir desse modelo de agricultura, vemos que o nosso futuro na produção de fibras e grãos necessita ser cada vez mais sustentável. Por isso, mantemos o foco em estudos e pesquisas que possibilitem a viabilização técnica e econômica de alternativas biológicas.

Grupo Sheffer

Conclusão

O Grupo Scheffer começou com 440 ha de área regenerativa e hoje conta com 4.055,65 ha nesse modelo de cultivo.

De acordo com o Savory Institute, mais de 15 milhões de hectares ao são cultivados com agricultura regenerativa no mundo todo. O que parece ser muito pouco comparado a área cultivada total de aproximadamente cinco bilhões de hectares.

Notamos que o mundo caminha a passos largos para esse manejo, que tem grandes benefícios para todos os envolvidos no setor , além do ganho em escala global para a população mundial.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.