fbpx
Fertilizantes

Fertilizantes: Tipos, funções e como fazer seu manejo na lavoura

Fertilizantes: quais os principais tipos, entenda melhor suas funções, as mais importantes dicas de manejo e mais! 

Entender sobre fertilizantes é de grande importância para identificar com clareza o que e quando realizar uma recomendação. 

Para isso, separamos alguns tópicos que vão te ajudar muito no dia a dia no campo. 

Se você é agrônomo ou produtor, esse conteúdo poderá lhe auxiliar na tomada de decisão. 

Já se você ainda é um estudante, com certeza isso vai ser útil no futuro para sua vida profissional, e no presente para suas notas.

Por isso, confira agora o que separamos e entenda mais sobre os fertilizantes. Aproveite!

O que é, e qual sua importância

De forma simplificada são produtos, compostos por micronutrientes, macronutrientes ou aminoácidos, que visam fornecer nutrientes para as plantas, para que as mesmas possam crescer e se desenvolver. 

Já a legislação brasileira, define fertilizantes como substâncias minerais ou orgânicas, naturais ou sintéticas, que sejam fornecedoras de um ou mais nutrientes para as plantas.

Ambos os conceitos estão corretos e auxiliam na definição destes produtos de suma importância para a agricultura.

Os fertilizantes são responsáveis por incrementar a produtividade em diversos cultivos e possibilitar o cultivo em locais considerados de “solo pobre”.

Sendo considerados fundamentais no processo produtivo.

Para entendermos a importância dos fertilizantes, separamos o barril da Lei do mínimo.

Você já deve ter visto essa imagem em suas aulas de nutrição e fertilidade do solo, vamos lá: 

Tábuas do barril representando A Lei do Mínimo de Liebig. 
(Fonte: UFLA)

O primeiro ponto importante é entendermos que o barril representa a produtividade e que a água é fator limitante para absorção de qualquer nutriente.

Então na prática, temos que visualizar que a produtividade da cultura é proporcional a quantidade disponível de um nutriente limitante (na imagem o nitrogênio), e se utilizar os fertilizantes para corrigir essa deficiência, a produtividade irá aumentar até o próximo nutriente limitante.

Assim conseguimos verificar a importância dos fertilizantes no dia a dia no campo. 

Qual é a função dos fertilizantes?

Como vimos acima são compostos por nutrientes, deste modo cada fertilizante terá uma função específica dependendo de sua composição (qual nutrientes e sua concentração).

Apesar de todas as plantas precisam dos nutrientes essenciais para sobreviver, cada cultura possui sua especificidades.

Além disso a demanda de nutrientes pode variar durante o ciclo da cultura, como florescimento que o micronutriente Boro pode ser mais requerido. 

A importância do K, Ca e B e na qualidade dos frutos do tomateiro
(Fonte: Huett, 1985, adaptado de Nutritional recommendations for tomato, Haifa)

Veja as funções dos nutrientes mais demandados pelas culturas: 

Nitrogênio: importante no metabolismo como composto orgânico; estrutural. 

Fósforo: armazenamento e transferência de energia; estrutural. 

Potássio: abertura e fechamento de estômatos, síntese e estabilidade de proteínas, relações osmóticas, síntese de carboidratos. 

Cálcio: ativação enzimática, parede celular, permeabilidade. 

Magnésio: ativação enzimática, estabilidade de ribossomos, fotossíntese.

Enxofre: grupo ativo de enzimas e coenzimas.    

Agora que você já sabe a função dos principais nutrientes e como identificar as necessidades de cada cultura, veja os principais fertilizantes que podem ser usados em sua recomendação. 

Principais tipos de fertilizantes e como manejá-los 

Tipos de fertilizantes

De acordo com a legislação os fertilizantes se diferem em função da matéria-prima de produção: fertilizantes minerais ou orgânicos.

Fertilizantes minerais 

Os fertilizantes minerais são aqueles oriundos de materiais minerais, naturais ou sintéticos e normalmente são obtidos por meio de processos: químicos, físicos ou físicos-químicos.

Pode ser composto por um ou mais nutrientes. Os fertilizantes minerais são subdivididos em:

  • Simples: Nessa categoria estão os formados apenas por um composto químico e que podem apresentar em sua composição um ou mais nutrientes.
  • Misto: Nessa categoria, ele pode ser resultado da mistura de um ou mais fertilizante mineral;
  • Complexo: Nessa categoria é formado por 2 ou mais compostos químicos e possui 2 ou mais nutrientes.

Fertilizantes Orgânico 

Os fertilizantes orgânicos são aqueles oriundos de materiais orgânicos (matérias primas de origem urbana, rural, industrial, vegetal ou animal) e normalmente são obtidos por meio de processos: químicos, físicos, bioquímico ou físicos-químicos, controlado ou natural. 

Eles são divididos em categorias:

  • Simples: Nessa categoria o fertilizante por produtos de origem animal ou vegetal e pode conter um ou mais nutrientes.
  • Misto: Nessa categoria o fertilizante orgânico é misturado com um ou mais fertilizantes simples e pode conter um ou mais nutrientes.
  • Composto: Nessa categoria o fertilizante orgânico, pode ser obtido de matérias primas isoladas ou misturadas, podendo ser enriquecido com nutrientes minerais ou princípios ativos.

Organomineral

Na classe dos organominerais são oriundos da mistura fertilizantes minerais e orgânicos.

Para saber mais sobre os tipos de fertilizantes e seu controle de qualidade sugerimos o livro “Fertilizantes: controle de qualidade” do professor Malavolta.

Agora que você entendeu quais os tipos disponíveis no mercado, vamos falar sobre o seu manejo?

Manejo de fertilizantes

Os fertilizantes chegam na planta pela adubação, que pode ser dividida em duas classes de manutenção e correção. 

Na adubação de manutenção você poderá aplicar os fertilizantes somente para suprir a demanda dos nutrientes que a cultura retira do solo, para que não faltem nutrientes nos próximos cultivos.

A outra opção é a adubação de correção que visa suprir uma deficiência nutricional presente no seu solo.  

Para saber qual adubação será necessária o primeiro passo é realizar uma boa análise do solo e das folhas. 

Assim você sabe exatamente quais nutrientes podem estar sendo limitantes para alcançar altas produtividades. 

Com os resultados das análises em mãos, você poderá verificar se existe alguma deficiência ou excesso de nutrientes no solo. 

Fique sempre atento quanto ao balanço nutricional!

O excesso de um nutriente pode ocasionar problemas na absorção de outro. 

Agora você deve estar se pensando o que fará com tantas informações em mãos, mais fique tranquilo já existem muitos materiais que com essas informações te ajudaram a chegar em um ótima recomendação. 

Um exemplo disso é o “Manual de adubação e calagem: para o Estado do Paraná” que te ajudará na recomendação de adubação para várias culturas no estado do paraná. 

E o livro Fertilizantes e seu Uso Eficiente, da Universidade Federal de Lavras.

Conclusão

Entender sobre os fertilizantes é fundamental para uma recomendação de sucesso.  

Mostramos neste artigo o que são os fertilizantes, sua importância e funções.

Você pode conferir ainda quais os principais tipos de fertilizantes e como manejá-los.

Espero que com essas informações você consiga realizar uma recomendação de sucesso.

Você conhecia sobre os fertilizantes?  Ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário abaixo!

Elaboração do artigo: Henrique Fabricio Placido. Redator Emergir, Engenheiro Agrônomo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), mestre em Fitotecnia pela ESALQ/USP. Especialista em Gestão de Projetos pela mesma instituição. Atualmente, doutorando em Agronomia pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), com ênfase em proteção de plantas.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.