fbpx >
Capa - Bioestimulantes em plantas

Bioestimulantes em plantas: Ativos envolvidos e efeitos gerais.

 Bioestimulantes podem ser definidos como misturas de biorreguladores ou associados à aminoácidos, sais minerais, ácidos húmicos, dentre outros compostos de natureza química diferente, ou seja, são compostos orgânicos que quando aplicados nas plantas em pequenas concentrações promovem, inibem ou modificam os processos morfológicos e fisiológicos dos vegetais.

Esse tema não é novo aqui no Agrotécnico já publicamos sobre Bioestimulantes Vegetais: o que são, como funcionam e muito mais e nessa publicação tivemos uma excelente adesão dos leitores e um em particular apontou alguns pontos que precisavam ser revistos , e claro , observamos o comentário e por isso estamos continuando com a publicação deste tema.

Estes compostos não são considerados nutrientes, mas seu uso está relacionado à melhora do desenvolvimento das plantas, e consequentemente, o aumento de produtividade. 

Normalmente, as formulações são constituídas por reguladores vegetais ou sintéticos, com vitaminas e até mesmo com micronutrientes.

Classificação dos bioestimulantes

Os bioestimulantes podem ser divididos em quadro grupos principais: Biorreguladores , Aminoácidos , Substâncias Húmicas, Extrato de Algas.

Biorreguladores bioestimulantes

Os biorreguladores vegetais são substâncias sintéticas que, aplicadas exógenamente, possuem ações semelhantes aos dos grupos dos reguladores vegetais, compreendidos pelo grupo das auxinas, giberelinas, citocininas, retardadores, inibidores e etileno. 

Os efeitos dos Hormônios sempre intrigam os que se debruçam para entender seu funcionamento. Um por serem estímulos extremamente fortes mesmo com baixíssimo peso molecular e outro por sua ação extremamente abrangente atuar em todo o corpo Vegetal. 

Mesmo quando tentado didaticamente delimitar uma atuação específica para cada hormônio vegetal, nos deparamos com uma encruzilhada de efeitos fisiológicos. 

1) Praticamente ‭cada ‭aspecto ‭do crescimento ‭e desenvolvimento ‭das ‭plantas ‭ ‬está ‭ ‬sob ‭ ‬controle ‭hormonal, ‭pelo menos ‭em algum ponto; ‭ ‬
2) ‭ ‬Um ‭único ‭hormônio ‭ ‬p‭ ‬ode ‭ ‬regular ‭ ‬arranjo ‭muito complexo ‭de ‭processos ‭ ‬celulares ‭e ‭de desenvolvimento‭;‬
3) ‭ ‬Vários ‭hormônios ‭podem ‭influenciar ‭um ‭ ‬único ‭processo.

Em geral o efeito dos hormônios estão alguns condições e fotores que interferem na sua resposta nas plantas. como :

1) ‭ Concentração associada ao tipo de tecido ‬ou órgão vegetal; ‭ ‬
2) ‭ Estágio de desenvolvimento; ‬
‭3) Sensibilidade diferencial ‬
‭4) Interação com ‭outros ‭hormônios

Além desses grupos, têm-se os grupos dos brassinosteroides, jasmonatos, salicilatos e poliaminas, com efeitos similares aos dos biorreguladores. Um exemplo dos locais de atuação dos biorreguladores são apresentados na Figura.

Principais efeitos dos biorreguladores.  Fonte: Silva (2019)
Principais efeitos dos biorreguladores.  Fonte: Silva (2019)

Para você relembrar as funções de alguns hormônios, que vimos na Fisiologia Vegetal:

Auxinas: promovem o crescimento das plantas por meio do alongamento celular, participação na iniciação das raízes laterais e regulação da dominância apical; 

Auxinas: promovem o crescimento das plantas por meio do alongamento celular, participação na iniciação das raízes laterais e regulação da dominância apical;
Principais ações das Hormônios , adaptado de Dra. Lourdes Isabel Velho do Amaral

Giberelinas: responsáveis pela superação de dormência, mobilização das reservas do endosperma e interferência da transição do estado juvenil para o maduro e indução da floração;

Não foi fornecido texto alternativo para esta imagem
Principais ações das Hormônios , adaptado de Dra. Lourdes Isabel Velho do Amaral

Citocininas: participam na regulação da divisão celular, senescência foliar, mobilização de nutrientes e dominância apical;

Citocininas: participam na regulação da divisão celular, senescência foliar, mobilização de nutrientes e dominância apical;
Principais ações das Hormônios , adaptado de Dra. Lourdes Isabel Velho do Amaral

Etileno: tem função reguladora na dormência de sementes, indução de flores e auxilia na formação de raízes adventícias;

Etileno: tem função reguladora na dormência de sementes, indução de flores e auxilia na formação de raízes adventícias;
Principais ações das Hormônios , adaptado de Dra. Lourdes Isabel Velho do Amaral

Ácido abscísico: está relacionado a indução da síntese de proteínas de reserva nas sementes, indução do transporte de fotoassimilados das folhas para as sementes em desenvolvimento e resposta da planta ao estresse hídrico.

Ácido abscísico: está relacionado a indução da síntese de proteínas de reserva nas sementes, indução do transporte de fotoassimilados das folhas para as sementes em desenvolvimento e resposta da planta ao estresse hídrico.
Principais ações das Hormônios , adaptado de Dra. Lourdes Isabel Velho do Amaral

Aminoácidos bioestimulantes

           Alguns aminoácidos como prolina, poliaminas, arginina, além de outras funções, agem na planta como atenuantes de estresses abióticos, que podem ser falta de água, altas e baixas temperaturas, salinidade entre outros.

Os aminoácidos têm seus efeitos relacionados com a assimilação de N pelas plantas, nas atividades hormonais, têm efeitos oxidantes, refletindo na nutrição, desenvolvimento e produção das plantas.

Bioestimulantes contendo aminoácidos com ação antioxidativas. Fonte:Campo e negócios.

           Os efeitos desses aminoácidos estão ligados a ação de enzimas antioxidantes como a catalase, superóxido desmutase e peroxidase, pois os aminoácidos têm demonstrado induzir o aumento destas enzimas em situações de estresse.

Em nossa página no Instagram temos publicado a ação de cada aminoácido em plantas , vale a pena dar uma conferida nesses materiais. A baixo um dos conteúdos que criamos para a pagina.

Substâncias húmicas bioestimulantes

As substâncias húmicas estão relacionadas com a matéria orgânica do solo. Constituem-se cerca de70 a 80% da matéria orgânica e são compostas, em sua maioria, pelas frações de ácidos fúlvicos, ácidos húmicos e humina.

 Na Figura abaixo, é possível ver os benefícios das substâncias húmicas e fúlvicos para a produção de mudas de alface.

Aumento do número de folhas e massa seca da parte aérea de plantas de alface quando à aplicação de bioestimulantes com substâncias húmicas e fúlvicas (Y1). Fonte: Bezerra et al., (2017)

Extrato de algas bioestimulantes

O uso de determinadas espécies de algas está relacionado com a fixação do nitrogênio e com o controle do pH do solo.

Podem apresentar em suas composições mais de 60 elementos químicos que dentre os benefícios, melhoram o desenvolvimento radicular e os processos de floração, o acúmulo de reservas na planta e a habilidade de suportar estresse pelas plantas

Melhorias decorrentes da utilização de bioestimulantes à base de Ascophyllum nodosum (L.) Le Jolisnos fatores de produção de videira estão demonstradas abaixo

Uso de bioestimulantes à base do extrato de algas (Ascophyllum nodosum (L.) Le Jolis) favoreceu a área foliar (A), a massa seca de parte aérea (B) e comprimento da brotação do enxerto (C) de videira
Uso de bioestimulantes à base do extrato de algas (Ascophyllum nodosum (L.) Le Jolis) favoreceu a área foliar (A), a massa seca de parte aérea (B) e comprimento da brotação do enxerto (C) de videira. Fonte: Lobo et al., (2017)

Qual a atuação dos bioestimulantes?

 Dependendo de sua concentração, da proporção das substâncias presentes, atuam estimulando a divisão, diferenciação e o alongamento celular resultando nestas ações sobre o desenvolvimento das plantas.

Os efeitos dos bioestimulantes são verificados, principalmente, quando as plantas em campos sofrem algum estresse, como deficiência hídrica, altas temperaturas, ataques de insetos-pragas, doenças e efeitos residuais de herbicidas no solo.

Esses produtos são responsáveis por potencializar os mecanismos de defesas das plantas, promovendo um incremento dos antioxidantes

Os sistemas antioxidantes das plantas são responsáveis por eliminar radicais livres que danificam as estruturas e as atividades das células. Como exemplo, podemos citar as atividades das enzimas em sementes denominadas de catalase, responsáveis pela degradação do peróxido de hidrogênio (H2O2) que é tóxico às células. 

Outra enzima que pode ser aqui destacada é a Superóxido-dismutase, comumente chamada de SOD.

Abaixo podemos observar uma  a maior atividade da SOD em sementes de pimentão quando submetidas ao tratamento com biorreguladores, conferindo maior efetividade dos mecanismos de defesa das plantas.

Padrão enzimático de enzimas SOD de quatro lotes de sementes de pimentão submetidas (24-EpiBL) ou não (controle) ao tratamento com biorreguladores
Padrão enzimático de enzimas SOD de quatro lotes de sementes de pimentão submetidas (24-EpiBL) ou não (controle) ao tratamento com biorreguladores. Fonte: Silva (2015)

De forma prática, esse padrão enzimático observado na figura acima indica que com a aplicação de biorreguladores pode favorecer os mecanismos de defesa das culturas. Sendo uma ferramenta importante no manejo do dia a dia no campo. 

Os benefícios dos bioestimulantes também se estendem desde o aumento da porcentagem degerminação de plântulas normais quanto à acréscimos nos fatores de produtividade como no número de vagens por plantas, massa seca de vagens e grãos por planta.

Fisiologicamente, os bioestimulantes interferem nos processos de fotossíntese, melhorando a capacidade de absorção de água e nutrientes pelas plantas, germinação, crescimento, desenvolvimento e produtividade da planta.

Conclusão

Os benefícios do uso de bioestimulantes ainda em plena fase de entendimento e cada dia mais temos visto aplicabilidade para cada um desses compostos e principalmente com o uso em conjunto dos ativos citados no texto.

Com essa publicação compomos mais uma parte conteúdo que trata deste tema , que pode ser, muitas vezes confuso e contraditório , dependendo da fonte onde se pesquisa. No próximo conteúdo trataremos de alguns resultados e produtos deste segmento.

E não podíamos deixar de agradecer ao nosso leitor Luiz Antonio Fancelli que nos apontou no ultimo conteúdo sobre esse tema, que teríamos o que melhorar trazer algo um pouco mais adequado.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.