fbpx
Aminoácidos Essenciais

Quais são os aminoácidos essenciais para as plantas?

Aminoácidos essenciais para as plantas: quais são, funções, aplicações, interação com nutrição e mais!

Os aminoácidos são fundamentais para no metabolismo das plantas.

Por isso, separamos alguns tópicos que vão te ajudar a entender mais os aminoácidos essenciais para as plantas e como  eles podem ser eficientes na lavoura.

Se você ainda é um estudante, com certeza isso vai ser útil no futuro para suas recomendações. Se você é agrônomo ou produtor, esse conteúdo poderá lhe auxiliar na tomada de decisão. 

Por isso, confira agora o que separamos e entenda mais sobre aminoácidos essenciais para as plantas. Aproveite!

Quais são os aminoácidos essenciais para as plantas

Já vimos aqui no blog o que são os aminoácidos para as plantas e sua importância para alcançar altas produtividades.

Contudo, além de conhecer sua importância é importante entender quais são os aminoácidos considerados fundamentais para as plantas e assim planejar estratégias de manejo eficientes.

Pensando nisso, separamos para você os principais aminoácidos e suas funções no desenvolvimento das plantas.

Funções de Aminoácidos
Aminoácidos essenciais e suas funções nas plantas

O Glutamato por exemplo, é considerado um aminoácido chave por ser utilizado em várias rotas. Além de servir como “base” para a formação de diversos aminoácidos como arginina, prolina, glutamina e aspartato.

Conhecendo os principais aminoácidos e suas principais funções, você pode compreender como ele está atuando no metabolismo das plantas.

Você sabia que as plantas são capazes de sintetizar 20 aminoácidos?

Que são essenciais para sua sobrevivência, influenciando também em seu crescimento e desenvolvimento.

Além da produção de aminoácidos realizada pela própria planta, a aplicação exógena pode ser uma excelente alternativa para o manejo das culturas.

Aumentando o rendimento, a qualidade das cultura e promovendo um melhor desenvolvimento fisiológico das plantas. 

Aplicação de aminoácidos: como realizar?

A aplicação de aminoácidos essenciais podem ocorrer de diferentes formas:

  • Solo
  • Tratamento de sementes
  • Aplicação foliar

Independente da forma de aplicação escolhida, seja de forma isolada (por exemplo: apenas no tratamento de sementes) ou em conjunto (tratamento de sementes + aplicação foliar), resultados de pesquisas indicam que a aplicação de aminoácidos de forma exógena tem levado a um melhor desempenho das culturas.

A aplicação de aminoácidos via solo, pode promover ganhos consideráveis de produtividade, além de auxiliar as culturas em seu desenvolvimento inicial em situações adversas do clima, como o déficit hídrico.

Estudos realizados pela Universidade de São Paulo, evidenciam os efeitos positivos da aplicação com aminoácidos via tratamento de sementes tanto de maneira individual, quanto em conjunto. 

Em que as plantas com aplicação de aminoácidos apresentaram maior comprimento total das raízes.

Aplicação de aminoácidos via tratamento de sementes: Plantas de soja 25 dias após a semeadura (A) Sem aplicação de aminoácidos; (B) Glutamato; (C) Cisteína; (D) Fenilalanina; (E) Glicina; (F) Todos os aminoácidos (Glutamato, Cisteína,  Fenilalanina e Glicina).
Fonte: Walquíria Fernanda Teixeira

Ainda, a aplicação de aminoácidos via tratamento de sementes pode ser uma excelente alternativa visando diminuir os efeitos de produtos fitossanitários na qualidade de sementes.

Já quando aplicado de forma foliar, observamos um incremento na produção de raíz para os tratamentos com aminoácidos. Evidenciando os benefícios da aplicação exógena tanto de forma individual quanto em conjunto.

Aplicação de aminoácidos via foliar: Plantas de soja 45 dias após a semeadura (G) Sem aplicação de aminoácidos; (H) Glutamato; (I) Cisteína; (J) Fenilalanina; (K) Glicina; (L) Todos os aminoácidos (Glutamato, Cisteína,  Fenilalanina e Glicina).
Fonte: Walquíria Fernanda Teixeira

Além de promover um melhor desenvolvimento, os  aminoácidos podem proporcionar uma maior tolerância a estresses como aplicação de um herbicida, seca severa, ataque de pragas e doenças.

A fenilalanina  por exemplo, é um dos aminoácidos  que está relacionado com a biossíntese de compostos fenólicos de defesa (lignina, taninos e flavonoides).  Estando envolvida na resistência e defesa das plantas.

Contudo, compreender como ocorre a interação desses aminoácidos com a nutrição de plantas também é muito importante.

Pois o sistema produtivo é composto pela interação da planta com o ambiente.

Pensando nisso, separamos algumas informações que podem ser importantes para você planejar um manejo eficiente desses aminoácidos, confira!

Aplicação de aminoácidos e interação com nutrição de plantas

Os aminoácidos devem ser pensados como uma ferramenta complementar ao manejo nutricional de uma lavoura.

Sendo essenciais em diversos momentos, principalmente em resposta a situações adversas, como por exemplo fitointoxicação de herbicidas, déficit hídrico e deficiência nutricional. 

Como os aminoácidos são prontamente utilizados nas plantas, sem a necessidade de passar por uma série de processos (como a maioria dos nutrientes) são mais eficientes para reverter essas injúrias nas plantas. 

Exemplos de aminoácidos utilizados em plantas estressadas:

  • Prolina: utilizada pela planta como defesa contra o déficit hídrico e estresse térmico. 
  • Ácido aspártico e glutâmico: são fontes de nitrogênio podendo suprimir plantas com sintomas de deficiência.  

Os aminoácidos também podem melhorar a assimilação de alguns nutrientes, como é o caso da metionina que auxilia na assimilação do enxofre. 

Além disso, pesquisam indicam que a presença de aminoácidos podem auxiliar na entrada de nutrientes foliares nas plantas,  sendo acrescentados em diversos produtos para aumentar a absorção. 

Isso acontece pois os aminoácidos possuem propriedades promotoras de permeabilidade. Apresentando efeito quelatizante com o nutriente mineral.

Quando presentes dentro da planta, podem apresentar diversos outros benefícios como precursores hormonais e como fonte de nitrogênio.

Quando aplicados ao solo os aminoácidos também podem melhorar a microbiota do solo o que de maneira indireta aumenta a absorção de nutrientes. 

Conclusão

Os aminoácidos  são essenciais para o funcionamento correto das plantas.

Mostramos neste artigo quais são os aminoácidos essenciais para as plantas, suas funções e formas de aplicações. 

Você pode conferir ainda, como a aplicação de aminoácidos tem relação com a nutrição de plantas.

Espero que com essas informações você tenha entendido um pouco mais sobre os aminoácidos.

Você já conhecia os aminoácidos essenciais para plantas?  Ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário abaixo!

Elaboração do artigo: Rayssa Fernanda dos Santos

Redatora Emergir, engenheira Agrônoma pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), mestre em Fitotecnia pela ESALQ/USP. Especialista em Marketing pela mesma instituição. Atualmente, doutoranda em Agronomia pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), com ênfase em produção vegetal.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.