fbpx
Fertilidade e adubação

Fertilidade e adubação do solo: 4 passos para melhorar seu solo e sua produção

Fertilidade e adubação: conceitos primordiais, dicas práticas e os principais passos para otimizar insumos e melhorar ainda mais a produtividade.

Os solos brasileiros são caracterizados em sua maioria por não apresentar níveis adequados de todos os nutrientes naturalmente, além de acidez.

Em todas as ocasiões a fertilidade do solo é essencial para o sistema de produção, mas devido a essas características dos solos brasileiros, entender sobre o tema é ainda mais importante.

Então, separamos a seguir algumas definições e informações que vão lhe ajudar muito no momento da recomendação para seu cliente, para sua própria fazenda, ou até mesmo no seu desempenho nas aulas de adubação.

Confira o artigo e entenda mais sobre fertilidade e adubação do solo. Aproveite!

Fertilidade e adubação: entenda a diferença

A fertilidade e adubação do solo, são conceitos que andam juntos.

A fertilidade é a parte da ciência que indica a capacidade do solo de fornecer nutrientes para as plantas, de forma que elas possam se desenvolver e realizar seu ciclo.

Essa área da ciência do solo, permite compreender quais elementos são essenciais para as culturas quando, como e quanto esses nutrientes podem interagir com as culturas.

Para você determinar a fertilidade do solo, é necessário a realização de uma análise de solo, ela nos mostrará a disponibilidade de nutrientes e as possíveis necessidades de correção.

É conhecendo a fertilidade do solo que você poderá realizar os cálculos de adubação corretamente.

Já a adubação é uma prática que consiste no fornecimento de nutrientes para o solo, a fim de melhorar sua fertilidade.

A adubação pode ocorrer de dois modos: adubação de correção e adubação de manutenção.

A adubação de correção irá acrescentar os nutrientes no solo, visando aumentar sua disponibilidade para as plantas.

Já a adubação de manutenção, é a inclusão daqueles nutrientes que foram colhidos (saíram do sistema) e precisam ser repostos.

(Fonte: Rachael Crowe)

Além de entender a diferença entre fertilidade e adubação, para o sucesso de sua recomendação é fundamental relembrarmos alguns conceitos que repassaremos a seguir.

Fertilidade e adubação: conceitos  

Separamos alguns conceitos importantes, quase um glossário da fertilidade e adubação do solo, que irão te ajudar no dia a dia.

Solo fértil

Possui características físicas e microbiológicas consideradas boas. Possui todos os nutrientes necessários e eles estão presentes no solo na quantidade suficiente. É livre de elementos tóxicos!

Solo produtivo

Um solo produtivo, é um solo fértil e possui boas características estruturais. 

Calagem

É uma prática em que materiais de caráter básico são adicionadas ao solo para neutralizar a sua acidez

Gessagem

É uma prática que consiste na aplicação de gesso no solo,  visando promover melhorias das propriedades físicas, físico-químicas e biológicas do solo.

Análise do pH

É uma determinação da concentração de íons H+ na solução do solo, que tem influência na disponibilidade de nutrientes (Embrapa, 2017)

Rotação de culturas

É a prática de se “trocar” a espécie de planta cultivada a cada safra, isso durante anos, contribuindo para a conservação do solo.

Após relembrar os principais conceitos confira os 4 mandamentos para realizar a  fertilidade e adubação do solo de forma correta.

4 Passos para melhorar a fertilidade do solo e minimizar adubação

1º Passo: Realize planejamento e análise de solo

O planejamento deve se iniciar muito antes da semeadura, nele você deve incluir a solicitação de análises de solo.

Para realizar o planejamento, você deve conhecer todo o sistema de produção da área escolhida.

Além disso, é interessante analisar inclusive o histórico de fertilidade para entender o comportamento do solo analisado. 

Por isso, nossa dica é: observe com cuidado as análises de solos atuais e antigas, assim você não vai errar no momento da recomendação.

Como fazer análise de solo: Divida seu campo em pequenas porções, tire amostras de vários locais e na profundidade de 0 a 20 cm e 20 a 40 cm (acima o autor utilizou profundidade diferente muito provavelmente devido às distinções dos solos dos países), homogenize sua amostra e envie para o laboratório confiável (amostra de no máx. 0,5 Kg) e depois receba as suas análises.
Fonte: Blue Fifty

2º Passo: Utilize adubos verdes ou culturas de cobertura

Indique a utilização de adubação verde ou culturas de cobertura, essa é a forma mais simples e barata disponível no mercado para melhorar a fertilidade do solo.

Além dos benefícios para fertilidade do solo, os adubos verdes podem auxiliar na recuperação de solos degradados.

Assim, os custos do produtor com adubação serão menores!

3º Passo: Rotação de culturas

A indicação de rotação de culturas é benéfica tanto do ponto de vista sanitário (pragas e doenças), quando do ponto de vista de fertilidade.

Quando rotacionamos culturas, proporcionamos ao solo o contato com diferentes raízes que liberam substâncias que são boas para solo.

Ainda, não podemos deixar de ressaltar que com a rotação de culturas a estrutura do solo é melhorada, pois são criados macro e microporos no solo e isso auxilia a retenção de água, aeração e descompactação.

Isso faz com que você minimize os gastos com fertilizantes, já que os nutrientes podem ficar disponíveis mais facilmente para as plantas, além de economizar com operações de preparo de solo que são caras, como a subsolagem.

A rotação de culturas ainda quebra o ciclo de pragas e doenças, com consequente melhora na fitossanidade da cultura principal.

4º Passo: Realize o plantio direto na palha

Outra técnica bastante utilizada em diversas regiões do país, é o plantio direto. Os benefícios desse manejo são enormes!

Ele preserva a camada superficial do solo, evitando a perda por erosão e consequentemente a perda de nutrientes.

Possibilita também a maior retenção de água e maior facilidade na infiltração do solo.

Ainda, por não revolver o solo as raízes de cultivos anteriores se mantêm no solo, decompondo e se transformando em matéria orgânica.

Dessa maneira, você consegue melhorar as condições do solo e proporcionar maior fertilidade!

Dicas para melhorar fertilidade do solo
(Fonte: G-Source) 

A fertilidade e adubação de plantas, é fundamental para o estabelecimento da cultura.

Mostramos neste artigo a diferença entre fertilidade e adubação do solo e como ambas são importantes.

Você pode conferir ainda, alguns conceitos relacionados à ciência do solo e quatro passos para melhorar a fertilidade de um solo.

Você já conhecia a importância da fertilidade e adubação do solo? Ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário abaixo!

Elaboração do artigo: Rayssa Fernanda dos SantosRedatora Emergir, engenheira Agrônoma pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), mestre em Fitotecnia pela ESALQ/USP. Especialista em Marketing pela mesma instituição. Atualmente, doutoranda em Agronomia pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), com ênfase em produção vegetal.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

2 Comentários

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.