fbpx
Imagem Post Fertilizantes Foliares

Fertilizantes foliares: Quando, como e porque utilizar

Fertilizantes foliares: veja se realmente compensa a aplicação, entenda o que são, como funcionam, quando aplicar e mais!

Os fertilizantes foliares podem ser uma ótima alternativa quando aplicados de forma correta.

Por isso, separamos alguns tópicos que vão te ajudar a entender mais sobre os fertilizantes foliares e quando eles podem ser eficientes na lavoura.

Se você ainda é um estudante, com certeza isso vai ser útil no futuro para suas recomendações. Se você é agrônomo ou produtor, esse conteúdo poderá lhe auxiliar na tomada de decisão. 

Por isso, confira agora o que separamos e entenda mais sobre os fertilizantes foliares. Aproveite!

O que é um fertilizante foliar?

Fertilizantes foliares são soluções nutritivas, compostas normalmente por micronutrientes, macronutrientes ou aminoácidos que aplicados na parte aérea das plantas, e não no solo como é a adubação convencional.

São utilizados como um meio alternativo para realizar a adubação nas culturas, sendo considerado muitas vezes mais eficiente para resolução de problemas pontuais, por serem rapidamente assimilados pela planta.

Mas atenção! Fertilizantes foliares não resolvem problemas da fertilidade do solo, são apenas um complemento ou parte da solução para problemas pontuais.

Na aplicação dos fertilizantes foliares, os nutrientes são absorvidos por toda parte aérea, em especial pelas folhas.

Para isso, as folhas contam com o auxílio de estruturas como estômatos e cutículas.

Para relembrar as aulas de morfologia, separei um esquema para você:

Folha e suas estruturas: localização da cutícula e estômato
Folha e suas estruturas: localização da cutícula e estômato

Como funciona a adubação foliar? 

O processo de funcionamento da adubação foliar está totalmente ligado a fisiologia das plantas.

Por isso, vamos ter que resgatar aqueles conteúdos de relação hídrica, de uma forma bem simples.

Caso você queira se aprofundar mais em relações hídricas, te indico o livro “Fisiologia e Desenvolvimento Vegetal”

Tenho certeza que isso irá lhe auxiliar a entender vários processos da planta.

Vamos lá!

As plantas realizam vários processos simultâneos. Um exemplo disso é que ao mesmo tempo em que ocorre a evapotranspiração (com o auxílio dos estômatos), as raízes estão absorvendo água.

Muitos trabalhos apontam que os estômatos sejam estruturas com grande importância na absorção foliar, de modo que a quantidade, conformação e localização dos estômatos na folha interferem nessa absorção.

Ao contrário do que se imagina a absorção pelos estômatos em sua maior parte não ocorre pelo ostíolo e sim por meio da célula guarda. 

Na célula guarda há um menor espessamento da cutícula e deposição de cera, o que facilita a entrada de soluções.  

Outro forma da passagem do fertilizant foliar, podem se dar pela cutícula, pelas microcanais e rupturas que permitem a passagem de soluções.

Após passar pela primeira barreira (a cutícula), o  fertilizante foliar, irá passar pelo apoplasto até chegar ao seu destino o simpasto.

Que poderá utilizar essa solução ou enviá-la para outras células da planta.

Fertilizantes foliares: vantagens e desvantagens

O principal objetivo da adubação foliar é a reposição de nutrientes para a planta, em especial os micronutrientes.

Separei para você as principais vantagens e desvantagens da adubação foliar.

Vantagens da adubação foliar

  • Aliada na complementação da adubação;
  • Fornece nutrientes para a planta, muitas vezes não disponível no solo;
  • Rápida resposta;
  • Menores doses.

Desvantagens da adubação foliar

  • Preço do adubo foliar;
  • Custos da aplicação;
  • Incompatibilidade de calda com outros produtos.

Aqui vamos te lembrar de novo que nada substitui uma boa fertilidade do solo construída de forma consistente com um bom programa de adubação, rotação de culturas, realização de culturas de cobertura e adubos verdes e outros. 

Fertilizante foliar: quando aplicar

Para aplicação de um fertilizante foliar ser eficiente é importante se atentar a alguns detalhes, um deles é quando aplicar.

Inúmeros estudos indicam que a absorção de fertilizantes foliares é maior em folhas mais novas, por apresentarem maior atividade metabólica.

Contudo, de modo geral a aplicação de fertilizante foliar é indicada para os períodos de maior exigência da cultura.

Fique atento aos sintomas de deficiência, caso ocorra antes ou depois dos períodos de maior exigência a aplicação pode ser alterada.

Sintomas de deficiência nutricional em plantas
(Fonte: Semear & Plantar)
Sintomas de deficiência nutricional em plantas
(Fonte: Semear & Plantar)

Qual é o melhor horário para aplicar fertilizantes foliares?

As melhores condições para a aplicação de fertilizantes foliares são no início da manhã e no final da tarde, pois as condições são mais amenas.

No período da tarde por exemplo, normalmente temos altas temperaturas, diminuindo a absorção, ocasionando o murchamento das folhas e consequentemente fechamento dos estômatos.

Mesmo que aplicado em condições ótimas, com umidade relativa alta e temperaturas amenas, é fundamental seguir os cuidados básicos de tecnologia de aplicação.

E não esqueça, os estômatos normalmente se abrem na luz, por isso não aplique no período noturno ou sem uma boa intensidade luminosa.

Fertilizantes foliares e preços

Atualmente no mercado, existem diversas empresas de fertilizantes foliares cada uma com sua especificidade técnica.

Por exemplo, existem:

  • Fertilizantes foliares com uréia;
  • Fertilizantes foliares completos ou mistos (macro e micronutrientes);
  • Fertilizantes foliares com micronutrientes;
  • Fertilizantes foliares com macronutrientes.

Eles podem ser adquiridos na forma líquida ou em pó.

Seu preço pode variar muito de acordo com a região e a composição do produto sendo encontrado de R$ 50,00 a 200,00 litro.

Em geral, o uso de fertilizantes foliares pode ser uma ótima ferramenta no manejo das culturas, contudo demanda planejamento.

Mostramos neste artigo o que são os fertilizantes foliares, importância e como funcionam.

Você pode conferir ainda, as principais vantagens e desvantagens, quando aplicar e preços. 

Você já conhecia fertilizantes foliares?  Ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário abaixo!

Elaboração do artigo: Rayssa Fernanda dos Santos Redatora Emergir, engenheira Agrônoma pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), mestre em Fitotecnia pela ESALQ/USP. Especialista em Marketing pela mesma instituição. Atualmente, doutoranda em Agronomia pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), com ênfase em produção vegetal.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.