fbpx >
microbiologia do solo

Como melhorar a microbiota do solo

Conhecer e refletir sobre a ação dos microrganismos no solo é essencial para garantir as melhores respostas do manejo, evitando problemas e até elevando a rentabilidade das lavouras.

Falar sobre a microbiota do solo, portanto, é um primeiro passo para tomar ações que otimizem os locais de plantação, beneficiando aqueles fatores que são positivos à sustentabilidade do solo e, ao mesmo tempo, evitando tudo aquilo que representa um fator prejudicial.

Neste artigo especial, o Agrotécnico preparou um material exclusivo com informações sobre a microbiota e a ação dos microrganismos no solo.

Se você estava à procura de um material completo sobre o assunto, leia este artigo até o final.

O que é a microbiota do solo?

Microbiota do solo diz respeito aos fungos, bactérias e vírus presentes no solo. A microbiota representa uma série de benefícios ecológicos e econômicos para a solagem, exigindo uma atenção especial dos agricultores.

O volume total do solo é formado por fatores químicos e físicos, incluindo uma diversidade enorme de microrganismos que, juntos, somam cerca de 1% do solo.

A microbiota depende de material orgânico para subsistência, cuja fonte no solo pode ser os próprios microrganismos, mas também resíduos de decomposição de origem animal ou vegetal.

O carbono desses resíduos é uma importante fonte de desenvolvimento de microrganismos benéficos ao solo.

Microbiota: benefícios ecológicos e econômicos

Como já muito visto, a ação dos microrganismos no solo traz consigo uma série de benefícios ecológicos e econômicos.

Sob o ponto de vista ecológico, a microbiota participa de diversos processos que ajudam a manter a saúde do solo, como da decomposição de matéria orgânica que, por si só, gera importantes nutrientes para as plantas.

O papel de interação do microbiota com a indução de defesa vegetal , regulação de nutrientes também é central nos benefícios da microbiota, já que impactam diretamente na produtividade geral da lavoura.

Esse impacto produtivo já é um primeiro destaque dos benefícios econômicos da ação dos microrganismos no solo. Mas podemos destacar, ainda, a capacidade de resistência a pragas, doenças ou falta d’água, por exemplo.

A importância da ação dos microrganismos no solo

A microbiota positiva causa impactos na lavoura e na produtividade que não podem ser ignorados.

O primeiro destaque fica por conta da ciclagem de nutrientes que, como mencionado acima, representa a troca de substâncias entre solo e planta.

Além disso, os microrganismos liberam nutrientes para as plantas, favorecendo o crescimento saudável.

Como forma de proteção aos defensivos químicos, a microbiota consegue degradar substâncias tóxicas.

Por fim, vale destacar que uma das importâncias centrais da ação dos microrganismos no solo é o controle biológico de pragas e doenças.

Principais microrganismos que vivem no solo

Existem diversos microrganismos que vivem no solo. Há, inclusive, uma dificuldade de identificá-los e catalogá-los.

A seguir, listamos quatro microrganismos comuns e benéficos para as culturas onde se desenvolvem. Confira:

  • bactérias Bradyrhizobium: influenciam no aumento da produtividade em plantações de soja, devido à atuação na fixação biológica de nitrogênio;
  • bactérias Azospirillum brasilense: atuam em culturas de gramíneas, como cana-de-açúcar, e também ajudam na fixação biológica de nitrogênio;
  • bactérias Bacillus: especialmente na soja, ajudam a combater doenças;
  • fungos micorrízicos arbusculares: auxiliam na absorção de fósforo.

Substâncias e fatores que afetam microrganismos

O surgimento e estabelecimento da microbiota são afetados por uma série de condições presentes ou não no solo.

Um primeiro fator que estimula a ação dos microrganismos no solo é a cobertura vegetal, já que mantém a umidade em níveis positivos e estimula o desenvolvimento da biodiversidade, o que inclui a microbiota.

Mas, além disso, podemos destacar fatores como o nível de enriquecimento de nutrientes no solo e a disponibilidade de adubos verdes.

Práticas agrícolas que diminuem a diversidade de microrganismos

A disponibilidade da microbiota e, portanto, da ação dos microrganismos no solo, pode ser diretamente influenciada pelo uso excessivo de substâncias que prejudicam o desenvolvimento dos microrganismos, como o Cloreto de Potássio, que contém uma alta taxa de cloro.

Buscar alternativas a alguns insumos tradicionais é uma boa prática para evitar o uso de substâncias que prejudicam a microbiota do solo.

Além disso, repensar alguns dos detalhes do manejo do solo é essencial para que o ciclo de produção agrícola continue a ser beneficiado com a ação dos microrganismos no solo, gerando uma agricultura mais produtiva, saudável e sustentável.

Como melhorar a diversidade de microrganismos

Para aumentar a benéfica ação dos microrganismos no solo, os especialistas recomendam avaliar o método de preparo do solo.

A técnica de Plantio Direto consegue preservar uma grande quantidade de matéria orgânica, favorecendo o aumento de população da microbiota.

A rotação de culturas também ajuda na conservação desses microrganismos no solo.

O que são Micorrizas Arbusculares?

As Micorrizas Arbusculares integram a microbiota e ajudam na manutenção da saúde das culturas, já que penetram em certas células das raízes das plantas, auxiliando na absorção de nutrientes como o fósforo e micronutrientes do solo.

microbiota do solo - Fugos arbusculares

A presença de Micorrizas Arbusculares acelera o processo de recuperação dos solos, devido às proteínas de glomalina.

Como definir a qualidade de solos?

A definição da qualidade do solo é um processo ideal na gestão de lavouras e culturas.

Fazer essa definição é verdadeiramente desafiador.

A Embrapa tem utilizado enzimas para identificar o nível da qualidade dos solos. São os “bioindicadores”, encontrados a partir dos microrganismos disponíveis no solo.

Na prática, funciona assim: a partir da compreensão do estado dos microrganismos no solo, é possível descobrir como é o momento atual da saúde do solo e, ao mesmo tempo, prever certas alterações que poderão ocorrer.

Conclusão

Neste artigo você pôde entender o que é a microbiota do solo, seus benefícios ecológicos e econômicos, nuances da ação dos microrganismos no solo e muito mais.

Quer acessar os melhores conteúdos sobre agronegócio, sempre com linguagem acessível e aplicação prática? Role a página e, depois da referência, deixe seu e-mail no campo especificado e receba atualizações do Agrotécnico diretamente em sua caixa de entrada.

Referência:

VILA, V. V. e .; REZENDE, R. .; MALDONADO-SILVA, L. H.; NOCCHI, R. C. de F. .; ANDREAN, A. F. B.; WENNECK, G. S. .; TERASSI, D. de S. .; MATUMOTO-PINTRO, P. T. Soil microbiota on disease tolerance in plants: A review. Research, Society and Development, [S. l.], v. 10, n. 8, p. e25910817161, 2021. DOI: 10.33448/rsd-v10i8.17161. Disponível em: https://rsdjournal.org/index.php/rsd/article/view/17161. Acesso em: 29 may. 2022.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.