fbpx
Fertilizantes NPK

Fertilizantes NPK: Práticas para manejo de alta produção

Fertilizantes NPK:  importância, funções, diferentes tipos, dicas para o melhor aproveitamento e mais! 

Alguns nutrientes são essenciais para o crescimento e desenvolvimento das culturas, e seu manejo adequado é fundamental para o aumento da produtividade.

Por isso, separamos algumas informações que que vão te ajudar a entender a importância dos fertilizantes NPK e realizar uma recomendação correta.

Se você ainda é um estudante, com certeza isso vai ser útil no futuro para suas recomendações. Se você é agrônomo ou produtor, esse conteúdo poderá lhe auxiliar na tomada de decisão. 

Por isso, confira agora o que separamos e entenda mais sobre os fertilizantes NPK. Aproveite!

Importância e funções dos fertilizantes NPK

Os fertilizantes NPK são considerados fundamentais para o crescimento e desenvolvimento das plantas, por apresentarem em sua composição: nitrogênio (N) , fósforo (P2O5)  e potássio (K2O). 

Nitrogênio

É um nutriente considerado essencial e é requerido em maior quantidade pelas plantas.

Ele atua em inúmeros processos do metabolismo das plantas como na formação de compostos orgânicos, estruturais e na síntese de proteínas.

Fósforo

O fósforo, é um macronutriente primário e sua aplicação normalmente é realizada em grandes quantidades.

É considerado um componente vital para as plantas e atua no armazenamento e transferência de energia (por exemplo: ATP, glicose e frutose), participando ainda da parte estrutural na constituição de nucleotídeos e membranas.

Potássio

O potássio, é um dos macronutrientes mais requeridos pelas plantas, atuando diretamente na fotossíntese.

Apresenta inúmeras funções como na síntese e estabilidade de proteínas, relações osmóticas e síntese de carboidratos sendo fundamental para o crescimento e desenvolvimento das culturas.

Para você visualizar a necessidade desses nutrientes nas culturas e a importância da utilização de fertilizantes NPK, separei um gráfico que indica a absorção desses nutrientes em diferentes cultivares de soja.

da cultura da soja para as cultivares BRS 184 (linha laranja), SYN 1059  (linha azul) e Intacta RR2 PROTM  (linha verde)
Marcha de absorção de nitrogênio, potássio e fósforo durante o ciclo da cultura da soja para as cultivares BRS 184 (linha laranja), SYN 1059  (linha azul) e Intacta RR2 PROTM  (linha verde)
 (Fonte: Adaptado de Adilson de Oliveira Junior e colaboradores)

Como vimos, a cultura da soja necessita desses nutrientes em todo o seu ciclo para seu crescimento e desenvolvimento.

Por isso, entender sobre os fertilizantes NPK e seus diferentes tipos é fundamental para realizar o manejo adequado. 

Diferentes tipos de fertilizantes NPK

Os fertilizantes NPK podem chegar até você de diferentes formas, por isso separei para você algumas opções disponíveis no mercado:

  • Mistura granulada

Esse tipo de fertilizante é composto por uma mistura de produtos que passa por etapas de granulação para que todos os nutrientes fiquem com o mesmo grânulo. 

  • Mistura de grânulos

O fertilizante, é classificado com essa denominação quando mais de um tipo de grânulo estão na mistura.

É importante salientar que nessa classificação cada grânulo é fonte apenas de um nutriente, ou seja, pensando na prática: 

Vamos ter a mistura de: Grânulos de superfosfato triplo +  grânulos de cloreto de potássio + grânulos de sulfato de amônio.

  • NPK de liberação lenta

Esse tipo de fertilizante é da forma granular e tem como principal característica a liberação lenta dos nutrientes.

No mercado existem diversas opções, compostos por diferentes matérias primas que possuem N, P e K como fonte.

  • NPK líquido

Esse tipo de fertilizante apresenta formulação líquida e é pouco utilizado em culturas de produção.

É bastante conhecido pela dona de casa, que utiliza em suas plantas e em sua horta.

Após escolher o tipo de fertilizante NPK que você deseja utilizar é fundamental observar com cuidado as formulações disponíveis no mercado.

Existem diversas opções com preços variados.

Você deve optar pela opção mais adequada para a realidade da propriedade e da região.

Lembre-se a deficiência N, P ou K pode acarretar em perdas consideráveis de produtividade, por isso realizar um manejo adequado é de extrema importância. 

Dicas para o melhor aproveitamento de fertilizantes NPK

1ªDica: Mantenha o equilíbrio do solo

O primeiro passo para o melhor aproveitamento dos fertilizantes NPK é a correção anual do solo.

Mantenha o solo com pH equilibrado, isso é muito importante para o melhor aproveitamento da adubação.

Para isso realize uma análise completa do solo.

2ª Dica: Escolha do formulado

Antes de escolher a formulação de NPK é fundamental realizar a análise de solo.

Assim você poderá realizar o cálculo de adubação baseado na realidade da lavoura e nas necessidades da cultura.

Caso o formulado não supra integralmente as necessidades de algum elemento, indica-se a complementação do nutriente com outra fonte.

Por exemplo, caso a formulação escolhida não supra as necessidades de nitrogênio você pode realizar a adequação com ureia. 

3ª Dica: Necessidade da cultura

Entender em qual momento a cultura mais necessita de determinado nutriente, é muito importante para planejar o manejo de NPK.

Para a cultura do milho por exemplo: 

O potássio é considerado um nutriente que auxilia no desenvolvimento inicial.

Já o nitrogênio e o fósforo, normalmente tem seu pico de absorção no final da fase vegetativa e início da fase reprodutiva.

A falta ou excesso desses nutrientes em determinadas fases da cultura, podem afetam negativamente a produção.

Por isso, a recomendação de adubação deve ser planejada para suprir as necessidades da cultura. Assim você evita perda de fertilizante e custos desnecessários.

Dica Extra e especial

Quer saber muito mais sobre esse tema? Indicamos o ebook a baixo do site do nosso amigo Jeff do Agro . Ele reune muita informação e com excelente qualidade. Vale a pena acompanhar. É só clicar na imagem a baixo.

Jeff do Agro

Conclusão

A utilização adequada de fertilizantes NPK é peça chave para alcançar altas produtividades. 

Por isso, é fundamental que você entenda sobre esses fertilizantes e fique atento a todos os detalhes no campo.

Neste artigo, mostramos a importância de nitrogênio, potássio e fósforo e suas principais funções.

Você pode conhecer ainda, os principais tipos de fertilizantes NPK e como realizar o melhor aproveitamento deles na lavoura.

Espero que com essas informações você tenha entendido um pouco mais sobre NPK e consiga realizar uma boa recomendação.

Você já realizou recomendações com fertilizantes NPK?  Ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário abaixo!

Elaboração do artigo: Rayssa Fernanda dos Santos. Redatora Emergir, engenheira agrônoma pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), mestre em Fitotecnia pela ESALQ/USP. Especialista em Marketing pela mesma instituição. Atualmente, doutoranda em Agronomia pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), com ênfase em produção vegetal.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

2 Comentários

  1. Ótimos assuntos do agro

    1. Agradecemos o comentário.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.