/22062795529,22830878229/www.agrotecnico.com.br/www.agrotecnico.com.br_web_stories_4742 google.com, pub-1692112831184972, DIRECT, f08c47fec0942fa0

Tratamento de sementes com enraizadores

A produção de soja no país tem alcançado marcos cada vez mais históricos. O Brasil, o maior produtor mundial desse tipo de grão, gerou 135,409 milhões de toneladas do produto na safra de 2020/21 (segundo o CONAB), graças ao esforço constante dos produtores rurais.

Um desafio para esses produtores é manter a produção constante e otimizar a produtividade em todos os aspectos. Dentre as maiores preocupações estão, com certeza, a melhora do “stand”, ou seja, o número mais correto de plantas por metro de linha.

Esse fator influencia diretamente a produtividade, evitando desperdício de espaço e até sobreposição de sementes.

Para fazer isso, os produtores costumam variar as estratégias de tratamento de sementes, o que inclui o uso de enraizadores.

Neste artigo vamos falar de tratamento de sementes com enraizador. Fique conosco até o fim para entender tudo sobre o assunto.

A importância do tratamento de sementes

O tratamento de sementes consiste em um processo de aplicação de algumas substâncias químicas ou biológicas às sementes, de modo a protegê-las da ação de pragas e também estimular o correto crescimento.

A ação principal do tratamento de sementes é na genética da semente, garantindo que ocorra a preservação da biotecnologia no campo.

Sua importância está associada não apenas à proteção contra fungos, bactérias, pragas ou insetos, mas também ao vigor e à saúde das plantas em seu crescimento.

Além disso, a germinação mais uniforme e um melhor enraizamento também são grandes destaques.

Tipos de tratamento de sementes

Conheça, a seguir, alguns dos tipos de tratamento de sementes:

  • Tratamento por molhamento: compostos químicos são aplicados de modo a promover a proteção das plantas e culturas;
  • Tratamento por peliculização: cobertura da semente por uma camada de polímeros;
  • Tratamento por peletização: aplicação de uma camada de compostos cimentantes de granulometria fina, que aumentam o tamanho da semente, dando um formato arredondado;
  • Tratamento por inoculação: inoculação de 500g de inoculante para 50 kg de semente;
  • Tratamento por condicionamento osmótico: tem o objetivo de acelerar o processo germinativo das plantas;
  • Tratamento de sementes com enraizador: substâncias aplicadas para regular o crescimento da semente.

O que é enraizador?

O termo enraizador é muito relacionado ao estimulo específico de enraizamento de plantas , no entanto esse tipo de produto tem um entendimento mais amplo.

O enraizador consiste em uma substância (na verdade, pode ser mais de uma) cuja finalidade de aplicação nas plantas é favorecer o crescimento das raízes e melhorar o estabelecimento da cultura.

Além dessa função de crescimento, atua com uma função de fertilizante balanceado, ou seja, tem o papel de complementar a carência de nutrientes em determinado solo.

A formulação do enraizador se dá a partir da união de micro (boro, cloro, molibdênio, cobre, ferro, etc.) e macronutrientes (nitrogênio, potássio, fósforo, etc.) com ativos bioestimulantes ( extrato de algas, aminoácidos, reguladores hormonais, etc), que ajudam justamente no favorecimento do crescimento das plantas a partir de suas raízes.

O tratamento de sementes com enraizador: principais benefícios

O uso de enraizador no tratamento de sementes é muito benéfico para a plantação de forma geral. Os agricultores relatam reflexos bem significativos no uso desse tipo de substância.

Podemos destacar, por exemplo, o aumento da resistência às mudanças climáticas. Com o fortalecimento da planta, é natural que ela consiga resistir com mais força às intempéries do tempo.

No processo de desenvolvimento das sementes, é normal que algumas acabem morrendo por falta de nutrientes e de resistência. Ao utilizar o enraizador esse tipo de evento acaba diminuindo.

Mas, além disso, podemos destacar como benefício do tratamento de sementes com enraizador:

Aumenta o potencial germinativo da planta

Ora, um dos principais fatores que influenciam na germinação das plantas é a disponibilidade de nutrientes. Ao fazer o tratamento de sementes com enraizador, a planta é fortalecida nesse sentido, favorecendo seu desenvolvimento e crescimento.

Além disso, o fortalecimento também preserva a planta de influências e de atores que possam prejudicar o crescimento. Já citamos um exemplo disso aqui, mas vale recordar a ação climática como um destaque.

Estimula o desenvolvimento do sistema radicular

O sistema radicular deve ocupar a centralidade das preocupações do agricultor. Isso por esse sistema ser responsável pela fixação da planta no solo e também pela absorção de água.

O tratamento de sementes com enraizador consegue atuar diretamente no sistema radicular, tornando a planta mais firme e menos propensa a efeitos negativos da ação do tempo, bem como melhorando a absorção de água e outros nutrientes, determinando o nível de saúde da planta.

Facilita a aplicação e controle fitossanitário

A aplicação de defensivos é beneficiada, gerando uma economia substancial na aplicação desse tipo de produto. Isso ocorre como consequência de plantas mais fortes e resistentes — resultado alcançado graças ao tratamento de sementes com enraizador — que, naturalmente, terão maior eficiência de controle.

Conclusão

Como vimos, o tratamento de sementes é um processo fundamental, já que garante proteção e um crescimento saudável.

– Maior crescimento de raiz

– Rapidez no estabelecimento

– Melhor Stand

– Uniformidade de plantas

– Melhor resistência a estresses climáticos

– Melhoria da resposta ao tratamento fitosanitário

Entre as opções de tratamento de sementes, o enraizador aparece como destaque, já que aumenta o potencial germinativo, estimula o desenvolvimento do sistema radicular e facilita o número certo de aplicação por metro de linha.

Quer ficar atento às principais novidades do mundo agro? Continue navegando em nosso blog e conferindo outros conteúdos!

Gostou? Então compartilhe nas redes