fbpx
Deficiencia de Boro

Deficiência de boro na soja: identificação e o que fazer para não ter prejuízos

Deficiência de boro na soja: importância desse micronutriente, funções, sintomas de deficiência, manejo e mais!

O boro é um nutriente que mesmo requerido em pequenas quantidade é essencial para o desenvolvimento da soja. 

Muitas vezes o manejo adequado de boro em uma lavoura de soja pode ser a chave para o aumento da produtividade. 

Por isso, separamos alguns tópicos que vão te ajudar a entender a importância do boro para a soja, identificar sintomas de deficiência e realizar uma recomendação correta.

Se você ainda é um estudante, com certeza isso vai ser útil no futuro para suas recomendações. Se você é agrônomo ou produtor, esse conteúdo poderá lhe auxiliar na tomada de decisão. 

Por isso, confira agora o que separamos e entenda mais sobre deficiência de boro na soja. Aproveite!

Importância e funções do boro

O boro é um nutriente considerado fundamental para o crescimento e desenvolvimento da cultura da soja.

Ele atua em inúmeros processos na planta como transporte de açúcares, desenvolvimento radicular, divisão celular e até mesmo na absorção de água.

Já quando interage com outros nutrientes, como o cálcio por exemplo, pode inclusive atuar na formação da parede celular.

Esse micronutriente, apresenta importância em diversas etapas do desenvolvimento da soja, sendo considerado essencial.

Para você entender melhor como funciona a necessidade desse micronutriente para a cultura do soja, separei um gráfico que mostra a absorção desse nutriente em diferentes cultivares, confira!

marcha de absorção
Marcha de absorção de boro durante o ciclo da cultura da soja para as cultivares BRS 184 (linha laranja), SYN 1059  (linha azul) e Intacta RR2 PROTM  (linha verde)
 (Fonte: Adilson de Oliveira Junior e colaboradores)

Como vimos, a maior demanda desse nutriente é na fase reprodutiva da soja, isso ocorre pois entre as inúmeras funções do boro, ele também atua no pegamento das flores e no enchimento dos grãos.

Devido a sua importância, saber identificar problemas como deficiência de boro na soja é fundamental para realizar o manejo adequado. 

Como identificar a deficiência de boro na soja

O primeiro passo para identificar a deficiência de boro é a análise visual. 

Para isso, vale a pena relembrar das aulas de fisiologia e nutrição mineral!

É muito importante relembrar que o boro é um nutriente imóvel nas plantas e seus sintomas costumam aparecer nas folhas mais novas e meristemas. 

Esse é o primeiro passo para identificar possíveis sinais de falta desse micronutriente. 

Outro ponto importante é observar um desenvolvimento lento e anormal dos pontos de crescimento.

Ainda é possível observar o enrugamento e deformação dos folíolos das folhas novas, que com o avanço da deficiência podem apresentar textura mais grossa e coloração mais escura. 

Sintomas de deficiência de boro na soja.
(Fonte: Plantix)

As plantas vão ficando mais frágeis, e as folhas do topo da soja podem apresentar coloração amarelada. 

Com o avanço, é possível observar morte dos pontos de crescimento terminal e restrição ou inibição da formação de flores.

Outros sintomas de deficiência desse micronutriente também são muito comuns como:

  • Redução da área foliar;
  • Menor crescimento das raízes;
  • Redução da resistência às infecções;
  • Acúmulo de substância nitrogenadas em partes da plantas (principalmente em folhas mais velhas);
  • Redução da concentração de clorofila;
  • Fenda em ramos, pecíolos e folhas.

Contudo, para confirmar com exatidão se realmente aquela área possui deficiência de boro, é muito importante realizar uma análise foliar. 

Assim que possível realize uma análise de solos também, ela é fundamental para realizar um balanço geral dos nutrientes verificando inclusive se o problema não é ocasionado por excesso ou falta de outro nutriente.

Mas caso seja identificado deficiência de boro na lavoura, como manejar? Confira!

Como corrigir deficiência de boro na soja

Caso você se depare com deficiência de boro, a medida mais rápida a ser é a aplicação foliar.

Contudo, fique atento pois o principal empecilho do boro, é a sua mobilidade na planta. 

Deste modo, o parcelamento da aplicação pode ser uma boa opção. E deve ser planejada de acordo com a realidade da lavoura.

Contudo, é fundamental ter muito cuidado na escolha das formulações para aplicação, indique sempre que possível fontes menos solúveis para evitar toxicidade! 

Fertilizantes a base de boro: fontes, garantias, solubilidade.
(Fonte: adaptado de Vitti e colaboradores)

Assim que possível, recomenda-se realizar a correção dos solos utilizando sua análise de solo.

Para isso, você pode optar por fontes de boro insolúveis ou solúveis em água, desde que utilize a dose recomendada.  

Mas lembre-se, a solubilidade pode influenciar no modo de aplicação do fertilizante. 

Caso observe pela análise de solo a deficiência de boro no solo antes da semeadura da soja, indica-se a aplicação no sulco da semeadura ou no tratamento de sementes.

Lembre-se a deficiência de boro nas plantas pode acarretar em perdas consideráveis de produtividade, por isso realizar um manejo adequado é de extrema importância. 

Conclusão

Para alcançar altas produtividades o manejo nutricional na lavoura é fundamental!

Por isso, é fundamental que você fique atento a todos os detalhes, inclusive a deficiência de micronutrientes.

Neste artigo, mostramos a importância do boro para soja e suas principais funções.

Você pode conferir ainda, como identificar possíveis sintomas de deficiência de boro na soja e como manejar esse problema. 

Espero que com essas informações você tenha entendido um pouco mais sobre o boro e consiga realizar uma boa recomendação.

Você já sabia identificar a deficiência de boro na soja?  Ficou com alguma dúvida? Deixe seu comentário abaixo!

Elaboração do artigo: Rayssa Fernanda dos Santos. Redatora Emergir, engenheira Agrônoma pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), mestre em Fitotecnia pela ESALQ/USP. Especialista em Marketing pela mesma instituição. Atualmente, doutoranda em Agronomia pela Universidade Estadual de Maringá (UEM), com ênfase em produção vegetal.

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.